Receita de vatapá com camarão Essa receita é uma das diversas versões dessa delícia brasileira que ganha diversas adaptações em cada região do País.

publicidade

O Vatapá sempre esteve presente nos aniversários e festas de fim de ano da minha família. Cabia à minha mãe a responsabilidade de fazê-lo, e a minha participação  e das minhas irmãs era limitada a ajudar a mexer a panela na hora do cozimento e foi assim que aprendi a fazer:

suando muito na beira do fogão.  Acredite, pra fazer um bom vatapá, você vai precisar suar um pouquinho,  porque não é um refogado que você deixa lá e vai mexer o celular e só de vez em quando dá aquela mexidinha. O vatapá leva ingredientes fortes que precisam ser incorporados para que fiquem equilibrados e não se sobressaiam além do outro e para conseguir esse resultado só mexendo constantemente,  até  mesmo para não correr o risco de grudar.

Ainda que façam por aí com farinha de trigo e coloquem até frango, vatapá pra ser gostoso pra mim precisa ser feito com pão francês e tem que ter camarão e é dessa forma tradicional que eu ensino no vídeo.

Adaptando a tradição

Apesar de ter aprendido com a minha mãe, acabei mudando algumas etapas durante o processo para amenizar o tempo que eu passava na beira do fogão. Quando a minha mãe faz, ela deixa o pão rasgado de molho na água até que ele fique mole a ponto de desmanchar facilmente e depois leva para o liquidificador ou ia direto pro fogo, onde aí que ela começa a colocar o leite de coco e o resto dos ingredientes.  Eu percebi que demorava demais para ficar pronto e resolvi colocar o pão rasgado direto no liquidificador e já acrescento o leite de coco até ficar bem batido e transfiro para uma boa panela de alumínio. Nessa etapa, já vai aquirir uma consistência bem grossa. Em seguida, separo 500 ml de água e deixo reservado. Depois de levar o pão com leite de coco para o fogo baixo, vou logo mexendo e acrescento a água gradativamente.

Como você vai saber qual é a hora de acrescentar a água? É só ficar de olho e quando você perceber que ele está engrossando rápido demais e isso normalmente acontece à medida que se adiciona os ingredientes, acrescenta 100 ml de água e assim por diante. Depois da segunda dose de água, eu acrescento o dendê, o camarão e depois as verduras, e durante essa adição de ingredientes coloco as doses de água. Ao contrário dos doces, as medidas não precisam ser tão exatas quando estamos fazendo refeições, porque você consegue ir experimentando durante o cozimento e aí você consegue perceber se precisa de mais tempero. Mas de qualquer forma, é legal ter um copo medidor na cozinha porque é uma mão na roda na hora do preparo. Esse copo vem com diversas medidas e custa em média R$ 5,00, ou seja, é um custo benefício enorme e dá um alívio pro olhômetro.

Confere o vídeo abaixo…

 

Fonte  site  Gordirce.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *