Quiosque desaba na altura do posto 4, em Copacabana

publicidade

Seis pessoas ficaram feridas; não houve vítima fatal.
Defesa Civil investiga se houve falha na execução do projeto.

 

Quiosque desaba na altura do posto 4, em Copacabana

Seis pessoas ficaram feridas; não houve vítima fatal.
Defesa Civil investiga se houve falha na execução do projeto.

 Um quiosque que fica na altura do posto 4 da avenida Atlântica, em Copacabana, no Rio, desabou na manhã desta quinta-feira (13). Quem estava em um hotel, que fica em frente ao local, viu o momento em que as estruturas caíram.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, cinco pessoas ficaram feridas, sendo dois funcionários e quatro clientes. Tainá Freire do Nascimento, funcionária do estabelecimento, sofreu uma fratura no pé. Ela foi hospitalizada e já teve alta.

O casal Moisés Capajós e Tatiana Capajós, estavam passando embaixo da marquise de vidro no momento em que a estrutura se desprendeu. Ele sofreu escoriações e ela sofreu fratura. Os dois ainda estão internados.

Além deles, Rosiel de Souza teve ferimentos leves e já foi liberado. Já Júlio César coelho, teve escoriações leves e está em observação, ele deve receber alta em breve.

Quiosque desaba em Copacabana (Foto: Elisa de Souza/ G1)
Quiosque desaba em Copacabana (Foto: Elisa de Souza/ G1)

O grupamento marítimo do corpo de Bombeiros (G-Mar) foi acionado. O subsecretário de Defesa Civil, Márcio Mota, disse que um guindaste vai içar a estrutura para que eles verifiquem como o quiosque foi fixado no local.

Mota disse que é precoce afirmar o que pode ter provocado o acidente, mas descartou ventos ou trepidação de caminhões na Avenida Atlântica. Para ele, a hipótese mais provável é que houve uma falha no projeto. “Eu quero ver como ele foi executado e fixado. O projeto que está no papel é um norteador do que deveria ter sido feito, mas a gente prefere ver como foi executado.” A Defesa Civil quer saber se a estrutura foi presa com solda ou parafusos e em que condições está o material.

Perguntado sobre os outros quiosques, o secretário disse que, a partir do que for identificado na estrutura que caiu, será possível avaliar se os outros foram fixados da mesma forma. “A empresa que explora os quiosques, a Orla Rio, é que deverá dizer o que será feito com relação aos demais”, disse Mota.

Em nota, a concessionária Orla Rio, responsável pela administração dos quiosques, informou que está prestando toda a assistência aos feridos no acidente. A empresa afirmou ainda que aguarda os resultados da perícia do desabamento para “tomar quaisquer medidas necessárias”.

Bombeiros socorrem vítimas de desabamento de quiosque na Praia de Copacabana. (Foto: Elisa de Souza/ G1.)
Bombeiros socorrem vítimas de desabamento de quiosque na Praia de Copacabana. (Foto: Elisa de Souza/G1)

 

 Fonte portal G1 da globo

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *