Nasa afirma que existe um 13º signo e isso faz com que tudo mude!!

publicidade

Astronomia e Astrologia não são a mesma coisa. Sabendo isso, vamos ao que interessa: o polémico 13º signo do zodíaco.

A recente confirmação pública da NASA a respeito da 13ª constelação zodiacal chamada de Ophiucus fez com que dessem origem a especulações astrológicas a respeito de um 13º signo do zodíaco que corresponderia a ela, o Serpentário.

No entanto, o que poucos sabem é que tal constelação já tinha sido descoberta em 1925, em Cambridge, durante uma assembleia da União Astronômica Internacional.

signos1

Daí saiu a necessidade de se criar um grupo de trabalho para estudar a questão das delimitações das constelações, surgindo assim uma proposta de criação de regiões na esfera celeste, tal como um país dividido em estados.

signos2

Nessa “brincadeira”, surge a constelação Ophiucus ou Serpentário, que é cruzada pelo sol entre os períodos de 30 de novembro e 17 de dezembro.

07

ASTROLOGIA NÃO É ASTRONOMIA

Definitivamente não é. Toda esta questão é matemática pura.

“…Aqui na NASA, estudamos a astronomia, não astrologia. Nós não alteramos quaisquer sinais do zodíaco.”

signos4

Mas, se ainda assim você ficas-te curioso para saber se o teu signo teria alguma alteração, confere aqui como ficaria o teu astral:

  • Capricórnio: 21/01 – 16/02

  • Aquário: 17/02 – 11/03

  • Peixes: 12/03 – 18/04

  • Carneiro/Áries: 19/04 – 13/05

  • Touro: 14/05 – 21/06

  • Gémeos: 22/06 – 20/07

  • Caranguejo: 21/07 – 10/08

  • Leão: 11/08 – 16/09

  • Virgem: 17/09 – 30/10

  • Balança/Libra: 31/10 – 23/11

  • Escorpião: 24/11 – 29/11

  • Serpentário: 30/11 – 17/12

  • Sagitário: 18/12 – 20/01

SERPENTÁRIO E A MITOLOGIA GREGA

signos5

Apesar de não podermos confundir a ciência (Astronomia) com tradições humanas, é impossível negar a influência da cultura para descobertas e revalidações científicas – mesmo porque a própria ciência é passível de erro, já que é estudada por seres humanos.

Nessa perspectiva, é interessante observar que, de acordo com a mitologia grega, esse “novo” e extenso agrupamento de estrelas chamado de Serpentário estava associado ao deus da medicina que passou a dedicar-se à arte da cura após ver uma serpente ressuscitar outra com algumas ervas que trazia na sua boca.

Daí o símbolo das ciências médicas: duas serpentes enroladas num bastão.

signos6

Portanto, apesar de termos 13 constelações zodiacas, com a inclusão de Ofiúco, a divisão do zodíaco em doze signos, para efeito da astrologia, segue a antiga tradição e não precisas  de levar em consideração as mudanças estabelecidas pela UAI.

Fonte Altamente

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *