Estudos revelam que Fazer amor é o melhor medicamento para gripes e constipações!

Publicidade

Todos os anos milhares de pessoas recorrem às urgências dos postos  de Saúde,upas e Hospitais com os sintomas típicos e evidentes de uma forte gripe. Tossir, ranho na garganta sem fim a escorrer pelo nariz, espirros, quilos de lenços de papel nos bolsos e um nariz tão vermelho que parecemos que vamos animar as noites do circo. Para além disso, a tão famosa febre que mais parece possível estrelar um ovo na testa.

Milhões de reais são gastos em medicamentos todos os anos só para prevenir ou tratar as gripes: vacinas, xaropes, comprimidos, supositórios, chás, receitas caseiras e, nos casos mais graves, antibióticos.

Para evitar todo o transtorno de ir para o médico, gastar dinheiro atrás de dinheiro na farmácia e um nariz de palhaço, é preciso prevenir antes da gripe chegar: como diz o velho ditado MAIS VALE PREVENIR DO QUE REMEDIAR.

Usar roupa quente, tomar vitamina C e não se expor muitas horas ao frio são algumas das recomendações tradicionais feitas à população na época mais fria do ano em alguns estados.

Hoje trazemos uma nova recomendação para evitar que este Inverno te constipes e ainda assim poupares uns reais que tanta falta faz. A Organização Mundial de Saúde apoia esta ideia.

Publicidade

Segundo um estudo publicado recentemente fazer amor à noite ajuda e muito a prevenir constipações. Isso mesmo fazer amor é uma espécie de medicamento natural e por sinal muito bom na prevenção das gripes.

Para o medico que fez as recomendações, o ato de fazer amor aumenta os níveis de Imunoglubina A, uma proteína que o corpo humano produz e ajuda a proteger e a prevenir os vírus que nos causam gripes e constipações.

A partir de agora sempre que você ver  alguém na rua gripado já sabe que essa pessoa não se  preveni o suficiente, por isso comece logo a compartilhar esta informação.

P.S. Em caso de duvida ou persistência dos sintomas aconselhamos a aumentar a dose de recomendação diária deste medicamento!

Contra indicação: Em caso de excesso pode existir uma probabilidade de faltar ao emprego na manhã seguinte, devido ao cansaço provocado pelo medicamento. Pode sempre justificar que estava a resolver um caso de saúde pública.

Fonte Altamente

Publicidade

SHARE