Conheça a História desse homem que Faltou 6 anos seguidos ao trabalho e ninguém percebeu! E recebeu o salário normal!

Publicidade

Durante os últimos 6 anos não apareceu ao trabalho, ninguém deu pela sua falta e melhor ainda, recebia o ordenado direitinho como se estivesse trabalhando  todos os dias! É incrível como é que ele conseguiu essa façanha.

Há pessoas realmente “especiais” no sentido em que conseguem ter uma descontracção invejável. Hoje chega-nos o caso de um cidadão espanhol que é um verdadeiro ninja! cerca de 6 anos o trabalho não lhe pertenceu, e desde então não colocou mais os pés na empresa, mas o melhor de tudo é que como ninguém deu pela falta dele a empresa continuava a pagar-lhe o salário como se ele estivesse a desempenhar as suas funções normalmente… isto durante 6 anos!

Joaquin García não precisou se esforçar para enganar ninguém, ele  simplesmente deixou de ir trabalhar.

Publicidade

E  sabe quando foi que perceberam? Na hora de entregarem uma medalha pelo seu excelente desempenho nos últimos 20 anos de carreira, Joaquin não estava lá para a receber. Joaquin García fazia o trabalho de supervisão de obras para a companhia Águas de Cádis sub-contratado, pois fazia parte dos quadros da Câmara local. Nas Águas de Cádis julgavam que ele tinha voltado para a Câmara, e na Câmara pensavam que ele estava nas Águas de Cádis.

E assim durante 6 anos Joaquin colocou ao bolso mais de 130.000€ de salario sempre pagos a tempo e horas, sem sequer se dar ao trabalho de aparecer em nenhum dos locais de trabalho.

O caso foi descoberto em 2010 mas andou nas malhas da justiça e agora soube-se a sentença. García foi condenado a pagar o equivalente a um ano de salário (que grande negócio! toma lá 6 dá cá 1). Não menos curioso é que o chefe dele que tinha um escritório mesmo ao lado disse também não ter dado falta do funcionário… será que também era “colega de farra”?

Claro  que a medalha de 20 anos de carreira já não  irá receber, mas temos de concordar que este homem merece de facto uma medalha qualquer! Não concordam?

Fonte Altamente

Publicidade

SHARE