Antes de um Derrame, o corpo vai avisar com estes 6 sinais! É importante que os conheças!

publicidade

É importante que todos saibam disto! Pois esta simples informação pode vir a salvar vidas! E provavelmente quase todos ainda a desconhecem!

De acordo com a Organização Nacional de Derrames dos EUA, a cada ano, cerca de 800.000 pessoas terão um derrame, ou Acidente Vascular Cerebral (AVC). A cada 4 minutos, uma pessoa morre de derrame, mas 80% deles podem ser prevenidos.

sinais_derrame_1

O AVC é a quinta causa principal de morte e a principal causa de deficiência entre adultos nos Estados Unidos. Há 3 tipos diferentes de derrames, com sintomas parecidos, porém tratamentos diferentes. Durante um derrame, o fornecimento de sangue a uma parte do cérebro é interrompido, e as células não conseguem receber oxigénio.

Sem a restauração imediata do fluxo sanguíneo, as células cerebrais recebem danos permanentes, o que resulta em sequelas físicas ou mentais significativas.

Reconhecer os sintomas e os fatores de risco é essencial para receber intervenção médica imediata quando um derrame ocorre.

Entender os sinais

  • 1. Procure por músculos faciais ou membros enfraquecidos

Poderá entender que a pessoa é incapaz de segurar objetos ou que está a perder o equilíbrio quando está de pé. Procure por sinais de que apenas um lado do seu rosto ou do seu corpo se ficou mais fraco. Um lado da sua boca pode pender ao sorrir, ou ela pode não conseguir manter os dois braços erguidos sobre a cabeça.

sinais_derrame_2

  • 2. Veja se há confusão ou dificuldades para falar ou entender a fala

Quando certas áreas do cérebro são afetadas, o indivíduo pode ter problemas para falar ou entender o que está a ser dito a ele. Ele pode parecer confuso com o que você diz, responder de uma forma que indique que ele não entendeu o que foi dito ou falar com sons enrolados que não lembram a fala, e tudo isso pode ser bastante assustador. Faça o melhor para acalmá-lo depois de ligar para a emergência. Às vezes, a pessoa não será capaz de dizer nada.

  • 3. Pergunte se há problemas de visão num ou em ambos os olhos

Durante um derrame, a visão pode ser afetada súbita e gravemente, com relatos de pessoas a perder a visão num ou em ambos os olhos (ou a ver imagens duplas). Ela terá que dizer a você que não consegue ver ou que está a ver tudo a dobrar.

Por exemplo, pode perceber que a pessoa vira a cabeça para a esquerda completamente para ver o que está no campo de visão do olho esquerdo usando o direito.

  • 4. Veja se há perda de coordenação ou de equilíbrio

Quando a pessoa perde a força nos braços ou pernas, poderá notar que ela terá dificuldades com o equilíbrio e com a coordenação. Ela pode não conseguir pegar numa caneta ou coordenar os passos porque uma perna não está a funcionar direito. Também poderá notar fraqueza ou tropeços e quedas repentinas.

  • 5. Preste atenção nas dores de cabeça súbitas e severas

O derrame pode resultar numa dor de cabeça súbita descrita como a pior que alguém já sentiu. Essa dor pode estar associada a náuseas e a vómitos por causa do aumento de pressão no cérebro.

  • 6. Veja se há Ataque Isquêmico Transitório (AIT)

Ele parece ser como um derrame e muitas vezes é chamado de “mini-derrame” ou “mini-AVC”, mas dura apenas alguns minutos e não deixa danos duradouros. No entanto, continua a ser uma emergência médica e requer avaliação e tratamento para reduzir o risco potencial de derrame.

Esses ataques muitas vezes alertam para um derrame desabilitante que virá horas ou dias depois. Os médicos acreditam que os sintomas são causados por um bloqueio temporário das artérias do cérebro.

Cerca de 20% das pessoas que têm um Ataque Isquêmico Transitório terá um derrame maior dentro de 90 dias, e cerca de 2% terão um derrame maior dentro de 2 dias.

Ter um Ataque Isquêmico Transitório pode resultar, com o tempo, em demência ou perda de memória.

  • Memorize a sigla RBFT

RBFT é uma sigla para rosto, braços, fala e tempo. Caso note esses sintomas, é importante ligar para a emergência imediatamente. Os minutos contam quando se trata de fornecer o melhor tratamento possível e garantir os melhores resultados para a pessoa.

Rosto: peça para a pessoa sorrir para ver se um lado da cara cai.
Braços: peça para ela levantar os dois. Ela consegue? Um braço pende para baixo?
Fala: a pessoa enrola a fala? Ela consegue falar? Um pedido simples para repetir uma frase curta a deixa confusa?
Tempo: caso note esses sintomas, ligue imediatamente para a emergência.

As pessoas que passam por um derrame isquêmico têm melhores resultados quando são tratadas dentro da primeira hora dos sintomas. O tratamento pode incluir medicamentos ou intervenção médica.

Fonte Altamente

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *